Identidades Ilustradas com Aquarela e Poesia

Mil pessoas e suas peculiaridades fazem parte de uma série de ilustrações rabiscadas que se descrevem por sí só em um tumblr da mineira Verônica Vilela.
É um projeto bacana que inspira sensações a cada descrição dos perfis imaginários.
Seu processo é natural, ela conta que depois que surge o desenho a história vem  sussurrando sem muito esforço!

http://inventariodetiposhumanos.tumblr.com/

Anúncios

WRECK THIS JOURNAL

É um livro cheio de recomendações que de forma convidativa leva os leitores a fazer interferências invocando uma ‘destruição’ criativa.
Uma bagunça habilidosa que preenche as páginas e incentiva um experimentalismo sem medo, são manchas de café, furos, pinturas, imagens deterioradas, recortes, colagens, fotografias, rótulos, sujeiras e até a proposta de levar  o livro para tomar um banho…
Keri Smith é a autora dessa empolgante obra interativa  que estimula novas percepções!
Garimpamos algumas imagens do livro só para termos uma ideia e a vontade de tê-lo também!


Pra comprar tem aqui: http://migre.me/b52NH

Skull Girls

É uma série de ilustrações de Saunders Gerrel também conhecidos como Gaks.
A maioria de seus trabalhos são inspirados em crânios e suas derivações e esse não poderia ser diferente.
Ele foi capaz de criar traços simples e cabelos esvoaçantes em delicadas garotas ‘cara de caveira’.

Hipsters históricos da cultura pop

É o conceito para contextualizar o trabalho de um artista chileno, Fab Ciraolo, que em sátiras usa ícones da cultura pop e personagens históricos para fazer suas ilustrações, combinadas com colagens e recortes. Prefere sempre a mesma cartela de cores e faz uma perfeita conexão entre o retrô e o moderninho.
Inicia seus trabalhos com técnicas de pinturas de aquarela e óleo sobre a tela, onde procura expressar cada detalhe para finalizar posteriormente com seus macetes digitais.
Ele não gosta de criar suas próprias definições, deixando isso a nosso cargo!

O cara também tem uma banda, é o baterista da Oh Margot, cujo nome é baseado na expressão inglesa Oh My God, (em castelhano).

A primeira ilustração que chamou mais atenção e causou repercussão foi do He-man vestindo roupas fashion, postado em seu blog, e a partir daí ele criou outras no mesmo padrão consolidando seu  estilo.








Hipsters? Oi?

“É alguém que quer o lado cool da contracultura e da rebeldia juntamente com os privilégios de riqueza e do consumo — querendo sempre saber de tudo antes dos outros”. Mark Greif


Derivado de um adjetivo  ‘hip’ que significa algo descolado e inovador o termo vem ganhando cada vez mais conotação, pejorativas ou não.

Surgiu nos Estados Unidos  durante os  anos 40 quando os jovens (brancos, anglo-saxões, protestantes) descobriram o jazz e a cultura afro-americana e eram chamados de “negros brancos”. 
Hoje é  algo que se usa para definir pessoas que buscam referências autênticas, inusitadas  e combinações incomuns (as vezes desastrosas).
Adoram qualquer produção independente, seja de cinema ou de música, são ligados a arte urbana e procuram involuntariamente disseminar  tendências alternativas que mesclam elementos de diversos movimentos tentando criar e parecer original, mesmo cercados por uma cultura comercial dominante e desfrutando dela se dizem contrários à convenções sociais e ao capitalismo exagerado.

Colagens de Steven Kline

Por horas procurei saber mais sobre o ilustrador  Steven Kline (17 anos),sem biografias longas ou muitas publicações seus trabalhos parecem falar por si só, independente de ter  releases ou não. 

Suas colagens remetem a um psicodelismo excêntrico, usa elementos vintage, muitas formas geométricas e texturas, criando atmosferas surrealistas que mesclam figuras  humanas e animais.

As composições são realmente incríveis e insanas  transformando-se em sequências  que se combinam, caracterizando ainda mais o estilo dessas colagens digitais que estampam t-shirts, viram pôster, cases para notebook e iphone, quadros e o que mais lhe parecer propício.

stevenklinefacebook


Look Book Ilustrado

Moda, ilustração e fotografia se unem nesse projeto que preserva a originalidade e criatividade de Xiaoxi (Nancy) Zhang, uma ilustradora de 25 anos que vive em Berlin.Com propensão inata ao estilo  encontrou  um jeito peculiar e adorável para interpretar a  moda,  fotografando  e posteriormente desenhando seus looks: encantadores auto retratos cheios de conceito e simbologias, projetando mínimos detalhes com a preocupação de transmitir com facilidade e clareza seus gostos.


Ela não é só uma garota bonita e estilosa  que posta suas fotos no look.book.nu, é uma ilustradora e designer de moda que  imagina   cores com facilidade e conduz  para contar suas histórias, usando roupas adaptadas a sua personalidade vintage, sensível e fantasiosa.

Já passou por studio de animação, desenvolveu trabalhos para revistas e livros e no futuro gostaria de produzir coleções com marca própria e ser realmente ativa na indústria Art & Fashion.

É apaixonada pela arte e por design, e acredita que o mundo é um lugar cheio de inspiração, com formas e tipos diferentes prontos  para serem explorados.
Suas referências mais marcantes são o gosto por  épocas , culturas ,estilos exóticos, poemas e gatos, por serem magros, charmosos  e misteriosos,  ela alimenta um fascinio pelos bixanos, falando que são os animais mais feminínos e artísticos.

Para cada imagem belos textos cheios  de argumentos consistentes que te fazem conhecer esse universo tão peculiar.